O Prof. Henrique Fernandes deu recentemente uma entrevista para a Antena2 no programa «Quinta Essência», que foi transmitida pela primeira vez no sábado 15 de abril e que pode ser ouvida no site da Antena2, no endereço:

https://www.rtp.pt/play/p319/quinta-essencia

 

Henrique da Luz Fernandes

 

Nascido em Lisboa a 19 de Setembro de 1927, estudou no Conservatório Nacional de Lisboa, tendo terminado o Curso Superior de Violoncelo na classe da Professora Isaura Pavia de Magalhães Lisboa, concluindo também os cursos de Composição com os Professores Wenceslau Pinto e Teófilo Saguer e, ainda Acústica e História da Música com o Professor Eduardo Libório.

Posteriormente fez estudos de interpretação com os Professores Filipe Loriente e Pedro Corostola.

Em 1946 iniciou a sua carreira profissional como violoncelista da Banda de Música da GNR. Quatro anos depois foi admitido por concurso público nos quadros da Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional (Radiodifusão Portuguesa), aí permanecendo até à sua extinção em 1989, e colaborando também nos recitais de Música de Câmara transmitidos regularmente pela emissora oficial, formando um “Duo de Violoncelos” com o Professor Celso de Carvalho, que revelou numerosas obras do reportório para esta formação.

Fez parte da Orquestra para o Congresso Internacional das Juventudes Musicais realizado em Lisboa em 1951, sob a direção do Maestro Pedro de Freitas Branco.

Foi membro fundador da Orquestra de Câmara do Estoril (1962-1968) com a qual se apresentou várias vezes como solista.

A partir de 1967 dedicou-se também ao ensino, lecionando a disciplina de Violoncelo na Associação de Belas-Artes de Cascais (1967-1970); Academia dos Amadores de Música (1971-1974) e, Academia de Música de Santa Cecília (1974-1998). Nesta escola, onde exerceu funções diretivas (1987-1990), foi ainda professor das classes de Orquestra, História da Música e Cultura Artística.

Foi igualmente professor de História e Estética da Música nos XVIII Cursos Internacionais de Música da Costa do Estoril (1980); de Preparação Coral e Artística, no INATEL (1983-1984) e de História da Música Sacra, na Escola Diocesana de Música Sacra do Patriarcado de Lisboa (1995-2002).

Colaborou ativamente em iniciativas de divulgação musical, particularmente no que se refere às grandes figuras da música portuguesa promovidas pela Academia de Música de Santa Cecília; Casa Museu João Soares/Fundação Mário Soares; Seminário dos Olivais; Colégio Moderno; Associação dos Professores de História e A.R.T. (Associação dos Residentes de Telheiras) desde 2005.

Leciona História da Música na U.T.I.L. (Universidade da Terceira Idade do Lumiar) desde 2008.